sexta-feira, 2 de novembro de 2018

Lamentações da Guanabara - Capítulo I - Sergio Martins

Resultado de imagem para rio de janeiro destruido




1 - Peso da palavra do Senhor contra a Cidade da Guanabara no dia da Sua visitação:
2 - Eis que envio o Meu servo, o que traz no sangue o azul orgulhoso dos colonizadores, é ele quem abrirá o caminho do progresso na terra adorada, no solo sagrado que será livre da cidadania e da liberdade de pensamento conquistada pela barbárie da plebe.
3 - Ele vem em nome do Senhor dos Exércitos, marchando ao lado de profetas e sacerdotes, aqueles que comem as gorduras das ovelhas perdidas e tosquiam suas lãs, eles as ordenarão pelo caminho silente do sacrifício.
4 - Abram-se, ó portais eternos de Brasília, para que entre o Rei da Glória!
5 - É chegado o Grande Dia, o Dia (da ira) do Senhor eleito, ele erguerá o seu trono acima da Estrela Brilhante Ustra.
6 - O meu ungido tem a espada e o cetro da justiça e do liberalismo, ele libertará meu povo com mão de ferro.
8 - Quebrados, a foice e o martelo proletários, no mar rubro-Brasil-Guarani, veem, desde já, a altivez do capitão do mato.
9 - Quem é como o nosso rei? Exaltado entre as nações, nem mesmo de araque é mais o soldadinho, prostrado diante da bandeira dos E.U.A.
10 - Erga-te, gigante pela própria natureza, convicto de ter seu próprio Messias! Enaltecei: bendito é o que vem em nome do Senhor!
11 - A plebe pagã amaldiçoará o dia do nascimento da ordem e do progresso, temerosa, dirá: ai de mim, Copacabana, ai de ti, Avenida Lúcio Costa, cujos fogos afrontam os céus, pois de ti, entre patos amarelos e panelaços, lê-se o mote: "Brasil, acima de tudo, encimando os humanos direitos.
Teus, acima de todos, os deveres e ordens a cumprir".
12 - Curvem-se, ó minorias, pois o Cristo branco, europeu e colonizador das nações africanas, em nada lembra o hebreu harmonioso de pele escura.
13 - Cadê as tuas festas, orgias e manifestações de amor livre em que profanais a Cinelândia com ideologias de gênero?
14 - Suaves foram os jugos de Fernando I, Fernando II e Sarney, porquanto, o que fugir do fuzil não resistirá ao pau de arara.
15 - Chora a cruz de Malta à oração de Magno Malta, santo magnata. Agonizai Amazônia e índios, pois Eu vos entreguei nas mãos dos produtores rurais e dos empresários estrangeiros, pranteia a ordem de São Francisco, vós que creem que a justiça divina é a misericórdia.
16 - Sem partido, suas escolas doutrinadas irão bestializar seus filhos, e tristes, direis este provérbio: Nós brincamos nas urnas e nossos filhos é que morreram?
17 - E para vosso consolo, dirão: Ora, quem sabia, porventura, que o namoradinho do Brasil, era, na verdade, o novo Collor-neoliberal-neo-colonizador?
18 - A cidade será limpa de todo o pecado. Perguntareis: aonde estão os travestis da Praça do Canhão? Por que chora o Mangue de Vinícius de Moraes? Não restará nenhuma cotia do Campo do Santana ante à imagem do Duque de Caxias. O povo em situação de rua, os quilombos, os bailes... "O prefeito cristão matou milhares, e o braço forte do Senhor, com sua caneta poderosa matará dezenas de milhares".
19 - Regozijai, família tradicional, pois vossos filhos não serão pervertidos pelo colorido mundo, muito menos terão a bandeira vermelha sobre o corpo consumido pela ditadura. Exultai ao Rei que restaurará a paz: o povo será forte e bem armado - contra si mesmo.
20 - A elite sagrada celebra a prisão do seu algoz, protegida entre câmeras de segurança e luxo de alto padrão. Não temas cidadão de bem, os dragões do rei não chegarão a vossos lares, cantai o hino nacional com orgulho da supremacia econômica, brindem a nobreza e a meritocracria, pois a verdade libertará todos os direitos da burguesia!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visualizadas