domingo, 30 de junho de 2013

Do inverno - Sergio Martins






Parece que a vagarosidade do tempo e as dores do mundo pesam em nós e que a queda de temperatura também acabe por derrubar estruturas em nosso íntimo. Inverno é isto: o mundo entardecendo. Na queda da temperatura há um cair em si onde livres da multidão fútil; usufruímos dos prazeres a sós com nossa alma. Inverno é este aguardente melancólico que o céu derrama e desta taça eu bebo até o fim. Aproveitemos este clima: a fogueira e o vinho com os amigos, gozemos ao lado da pessoa amada... mas entendamos nossa individualidade, recebamos com gratidão as carícias melancólicas, os abraços da velha amiga solidão e os beijos da tristeza, pois seus prazeres são tão breves quanto sedutores e apenas os bem-aventurados conseguem enxergar a beleza de um deserto frígido. Aproveitemos essa brevidade nesse ar tropical, pois tão logo virá a primavera e com ela, todas aquelas cores e propagandas florescendo a ditadura que nos intima à obrigação (religiosa dos infelizes hipócritas) de ser feliz!

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visualizadas