segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Autorretratos e anéis por Sergio Martins






Foi manhã teu andar no alvo da noite
e eu, prazenteiro, li na areia de tuas pegadas
o choro vencido no tempo das luas amadas
à nossa aragem feito amor sem açoite.

Foi noite teu olhar calmo de amanhã
e em desespero vi que tudo era fumaça,
fogo extinto que já deu vida de graça
à nossa viagem feito prazeres de maçã.

De Agosto foi teu corpo pálido em arrepio,
foi de boa chuva todo o teu breve gozar,
de verdade foi tua paixão e teu abandonar;
foi infeliz a outra rua de teu olhar tardio?

Mas há tantas madrugadas gris
retratadas nesse rosto e em papéis,
e há tantos créditos e débitos que fiz
de tarde em tarde autorretratos e anéis.

Do teu olhar não me surpreende a morte
e se vou em fragmentos até meu último fim,
é porque já não sofro demais; pois é só assim
que sorve as gotas de vida e sonhos o meu norte.

9 comentários:

Ma Ferreira disse...

Sérgio..desculpa a minha ausencia.

Estava com saudades de ler o que vc escreve.

E vc escreve lindamente.
Hj vc aqui com esse poema e com esta sua sensibilidade em traduzir sentimentos.

Um beijo com saudades,

Ma

SOL da Esteva disse...

Sérgio

O teu Poema fecha com Chave de Ouro "(...)é porque já não sofro demais; pois é só assim
que sorve as gotas de vida e sonhos o meu norte."
Pleno, Amigo

SOL

Patrícia ♥ disse...

Tem selinho pra vc no meu Blog (:

Beijoos!!

http://pathyoliver.blogspot.com/2011/08/600-seguidores.html

Natalia Campos disse...

Escreve tão bem...é tudo muito lindo o que escreves. A cada vez que passo por aqui me encanto ainda mais!
E obrigada pelo carinho e comentário em meu blog. :)

Beijos.
Au revoir.

Carla Fernanda disse...

Sérgio,
Além de tantas noites escuras e duras, muitas madruagadas rompendo em espera e muitos outros tantos dias de sonhos...
Beijos,
Carla

Carla Fernanda disse...

Lindo!!!

Severa Cabral(escritora) disse...

oi meu menino lindo!
estava com saudade do seu poetar...é de uma elegância...e me faz delirar...
Bjsssssssssssss

。♥ Smareis ♥。 disse...

Sérgio lindo e profundo. Que bom sentir, deixar fluir, absorver as palavras no silêncio do ser, gotas por gotas, sonhos por sonhos. Um beijo!

Leninha disse...

Meu querido Sérgio,teu poema me fez viajar por entre sonhos,autoretratos e anéis.
Bravo,Poeta,bravíssimo!
bjssss,Leninha.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visualizadas