terça-feira, 15 de novembro de 2011

Aquele velho relógio - por Sergio Martins

Relógio antigo




De longe, um pescador reconhece outro pescador:
espelho de mar lírico que entardece,
árvore que seca no Jardim Novo e belo...
Vi um pardal sozinho na chuva e esqueci-me do tempo,
a noite dormiu comigo enquanto eu te chamava
mas aquele velho relógio lembrou e chamou-me...
Seu olhar me convidou: bebamos do licor que nos desedenta
e que não mata nossa sede – de embriaguez!
Passou a chuva duradoura da tarde fria e pela manhã, via-se
o chão barrento e pedregoso nos guiando outra vez à praia...
O sol convidativo se punha arremessando novas cores
para os amantes degustarem dos velhos olhares; no entanto,
o barco de pescador não aportou, as gaivotas voltaram e
aquele velho relógio lembrou e chamou-me...

11 comentários:

claudete disse...

belo encontro , olhando-se no espelho vemos o que realmente somos ou queremos ser...mas sempre o tempo nos chama de volta ou nos impulsiona...a escolha é nossa.Abraços Sérgio é sempre aconchegante estar aqui.

Pat. disse...

Fazia tempo que não escrevia...
Um momento especial, Sérgio.

Abraços.

Leninha disse...

E o velho relógio,nos lembra que o tempo é implacável...o espelho também.
Bjsssss amigo Sérgio,
Leninha

。♥ Smareis ♥。 disse...

Olá Sérgio,O espelho e o tempo, sempre tem muito a nós dizer. Um abraço! Muito bom estar aqui !

Nati Caetano disse...

Olá amigo Sergio,qto tempo sem te ler,não sei exatamente o que ocorreu no seu blog,mas td vez que eu ia entrar tinha um aviso para não entrar.É muito gratificante estar lendo seus escritos e este mar lírico cheio de enacntos,e a embriagues fez parte de um todo.Um abraço para você amigo.Nati

Vento da noite disse...

Fiquei com vontade de beber um licor.
Um brinde.

Abç

SOL da Esteva disse...

Sérgio

Quantos espelhos nos deixam a reflectir até que nos "acordem" no chamamento para o retorno á Vida.
Bom, Amigo!

Abraços


SOL
http://acordarsonhando.blogspot.com/

Nel disse...

Quanto a mim, o velho relógio chamou-me para que voltasse a escrever... E também intimou-me a passar aqui para ler tuas belíssimas composições, meu poeta.

Beijos meus.

Nel

Severa Cabral(escritora) disse...

...Olá meu amigo!
Vim te cumprimentar e encontro um poema lindo e encantador.Cheio de inspiração como tudo que escreves...
bjs de saudades querido!

Renato Hemesath disse...

Inspirador. É curioso pensarmos na nossa relação com o tempo. Podemos ser expectadores do "seu acontecer" e, talvez ao mesmo tempo, ser edificados por ele.

Tenha um ótimo final de semana! ;D
abraços

Flor de Lótus disse...

Ah o tempo, muitas vezes nos tornamos escravos dele, noutra vezes o matamos como se ele fosse infinito e assim os dias vão passando...
Beijosss

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visualizadas