sábado, 2 de março de 2013

Solilóquio - Sergio Martins



                                                                      
Quebrada, a rima permaneceu em nós qual ensaios de felizes e passadas noites de sonho e sono... Talvez porque eu não consiga ser nada mais que eu mesmo e isso, muitas vezes, é como ter que desfazer uma construção de ideias e ideais para ter o meu lugar no Jardim Novo.

A música leve e inebriante do seu corpo etílico ainda dorme em minha cama feito perfume dos Crisântemos que acalmam os funerais; mas embora ser feliz seja coisa normal, não sei ser feliz sendo tão normal quanto...

Agora, neste inquieto Março, sei que em sua companhia, sempre conversei a sós comigo... E agora, contigo, só falo em pensamentos... Nas envelhecidas fotografias veem-se casamentos e carnavais aos fragmentos e em mofo; ao passo que as cordas do meu violão destruído ficaram de pé, olhando o céu estrelado à semelhança dos caules de flores cantantes que insistem em ofertar beleza nesse solo decadente.

4 comentários:

Severa Cabral(escritora) disse...

BOA NOITE MEU MENINO INTELIGENTE !!!
NESSE DISCURSO DO SOLILÓQUIO QUE É UM MONÓLOGO ENTRE VC IMAGINO QUE A INSPIRAÇÃO VÊEM DA FORMA DE ESCREVER QUE IMPREGNA TUDO QUE CRIAS...
BJS

Sabrina Sebaje disse...

Boa noite, aproveitando estou divulgando um novo blog, aguardo sua visita. http://jczeferino.blogspot.com.br/

Bjinhusss... Sabrina

João disse...

Bom te ler de novo, estou de volta e vejo textos assim que até me inspirta, abraços

Severa Cabral(escritora) disse...

Folhas de Outono está aqui,para ler mais uma postagem que escreves com maestria e aproveito para parabenizar o dia do Blogueiro,então nada mais justo do que vir até aqui para parabenizá-los.
Que continuemos, por muitos e muitos anos,
colaborando com uma Blogosfera ética,
sem plágio e unida.
Um viva pra você e um viva pra todos nós !!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visualizadas