terça-feira, 12 de julho de 2011

Escuro em invernia - por Sergio Martins


Antes de amanhecer, a neblina encobre o bosque e os alaridos sombrios tecem de harmonia nosso íntimo calado que apenas deseja fugir. Ainda no escuro em invernia, a liberdade aumenta, a paz é tão viva, a madrugada parece inerte e imensa revelando a lua fulgente nos olhos teus. O frio nos acaricia, a fuga já não tem razão, nos achamos em sermos uma só canção e assim, desejamos a mesma fogueira.
O dia descansa e os indiferentes vão amigar-se com a feiura existencial; ao passo que em nós, a arte brilha mais que a dor, pois, ouvimos as vozes do mar: calor, luz, beleza e amor (sinistro). E toda a nossa festa é como um sorriso (sarcástico de Deus) diante das loucuras de uma terra desumana arremessada num outro escuro em invernia.


Imagem: Google

12 comentários:

ღPat. Rochaღ disse...

Saudade de ler um texto seu!

Muito especial, querido Sérgio!

Um Beijo.

verke2002 disse...

Bem bonito, mano. Gostei de te ler.

Anônimo disse...

meu blog é uegablignoic.wordpress.com
vai lá..
Livingstone.

Carla Fernanda disse...

Escuro de invernia lembra-me que no inverno me acolho e me encubre de luz amena e neblina na retina.
Lindo Sérgio!
Beijos!

Carla

Severa Cabral(escritora) disse...

Num certo sentido é verdade que o inverno nos deixa algum tempo na invernagem...
Bjsssssssssssssssss

*Bela Poeta disse...

"...ao passo que em nós, a arte brilha mais que a dor, pois, ouvimos as vozes do mar: calor, luz, beleza e amor (sinistro)". Cada um sente vida e o que há nela de formas diferentes. O problema é que nem sempre isso é bom...
Primeira vez aqui prestigiando este belo espaço e desculpa a demora viu?! Obrigada por visitar meu cantinho e volte quando seu coração desejar.
Bjs,
Vns.

SOL da Esteva disse...

Pela madrugada, mesmo com a luz difusa e sombria, a voz do mar sempre dá um novo fôlego para que não nos achemos revoltados tão só por ser Inverno.
Há Invernos e Invernos.

SOL da Esteva
http://acordarsonhando.blogspot.com/

Ange disse...

Boa noite!

Entrei aqui(perdida)por acaso e realmente fiquei encantada com este seu espaço. Muito de bom gosto e lindamente arquivado!
Para facilitar minha volta aqui(se for do seu desejo) tomei a liberdade em lhe seguir!
Uma linda tarde!
Lembranças.

Ange.

Nel Santos disse...

Oi,Sérgio!

Como gosto de ouvir as vozes desse teu mar!...é fascinante!

Beijosss...

Ma Ferreira disse...

Sérgio..estava com saudades..
Bom te visitar..
Vc sempre nos presenteia com suas lindas escritas.
Hj não podia ser diferente.
Bom começar um domingo assim...te lendo!

Bj

Ma

Daniel disse...

Gostei muito de ler esse texto seu Sérgio, pois senti uma grande paz, pois bem eu sei que as vezes a natureza brinca conosco, e que na verdade há diversas futilidades no mundo. O dia descansa sim, e com ele nossa áurea. Fico feliz em ler seu texto, fique bem amigo,

Dan

Smareis disse...

Sérgio seu texto tem uma beleza que encanta. O frio nos acaricia, a fuga já não tem razão, nos achamos em sermos uma só canção e assim, desejamos a mesma fogueira. Lindo! Um abraço e ótima semana.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visualizadas