sexta-feira, 12 de outubro de 2012

O berro da Maritaca - Sergio Martins


  

                                     
                                               
Quando a Maritaca berrou, foi como uma sirene atordoada:

no céu, todo tipo de pássaro numa louca passarada.

Na lama, a vaca brincou de morto-vivo, pois estava atolada,

a paca cobriu-se de mato e ficou camuflada,

dona coelha achou um buraco para ficar entocada,

na árvore, até a preguiça se espreguiçou saindo em disparada.

E distraída, a tão linda e solitária onça pintada

que apenas de passeio passava, ficou sem entender nada,

então, muito triste e mal alimentada,

gritou zangada: que palhaçada!!!

Um comentário:

Smareis disse...

Olá Sérgio!

Depois de um tempinho ausente, aqui estou de volta pra matar a saudade de seus escritos.
Que berro esse da Maritaca, despertou toda bicharada.
Deixo um grande abraço, com desejo de uma ótima semana!
Beijos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visualizadas