quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Dança de ratos - Sergio Martins






Não sou tão malandro quanto pareço,
mas seus rastros foram bem visíveis...
Só percebo o quanto não careço
em seus olhos castanhos e insensíveis.

Não é de culpar, pesar ou choramingar,
já que entre vinhos e queijos ainda estamos...
Não vá brigar, penar ou se emburacar,
pois há mais que migalhas onde zanzamos.

Ontem cavávamos buracos, rodeamos tangos e outros tantos;
agora roemos tudo aquilo que um dia nos roeu...
Deram-se ratoeiras, cambalhotas no escuro e bagunça pelos cantos;
mas quem nasceu e vive no lixo sempre ri depois do que se perdeu.

Um comentário:

Laiany Oliveira disse...

Gostei de tudo, super dinamico, ei coloca seu blog no Gbb, http://www.guerradosblogs.com, um site novo so de blogs, vc vai gostar, bjos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visualizadas