terça-feira, 24 de maio de 2011

Horizonte crepuscular por Sergio Martins



No divino olhar do menino, o demente a viajar,
atendeu ao pulsar que há tempos marulhava o ar...
Seguiu calmo, perplexo, olhos marejando
a razão de encontrar-se norteando...
Qual gaivota em ventos tropicais,
ergue-se sobre a rocha e vê o cais:
lugar onde deixou a procura e toda vontade de ancorar;
era o cenário poluído de um mundo que não sabe respirar...
O mar verde, de perto se lhe abre o sorrir,
acordando o sabor de um inusitado sentir...
Do que é espantoso, extraordinário e belo,
acolhe em seu íntimo feito graça de violoncelo...
Molhado sobre a areia, abandona dos olhos as escamas,
ignora as pegadas tortuosas, o mal-humor das lembranças...
A tarde cai juntamente com a imagem na água do seu anoitecer
e na reia fria, mergulhava, então, o significado transparente de ser...
O tudo era o agora - a verdade que morava ali:
sem histórias ou horas; apenas a leveza de colibri...
Suspirou. Agradeceu. Se apegara à "estória" e não quis mais nada responder;
pois, no horizonte crepuscular, sua alma era a própria resposta: amor e prazer.

Imagem: Google

10 comentários:

Ma Ferreira disse...

Bom dia Sérgio.
<ais uma linda escrita.
Que bom ter o olhar para o belo.
Um novo olhar, uma nova perspectiva..nos dá foça para continuar nesta bela estrada, que é a vida!!
Bjkas

Ma

Parole disse...

"Do que é espantoso, extraordinário e belo, acolhe em seu íntimo feito graça de violoncelo..."

Belo e extraordinário esse seu poetar.Gosto muito de te ler.

Beijos

RSM disse...

Caro Sérgio,

um texto condizente com a imagem que você colocou!

Abraço e boa semana para você!

♥♥♥Ani♥♥♥ - Cristal disse...

Olá Sérgio querido,

"O tudo era o agora"

E é sempre o agora né?

Que bom estar aqui te lendo...

Beijos
Ani

Peônia disse...

Muito bonita a poesia.

"Qdo eu era menino via como menino."
Beijos meu anjo!
Namastê!

Flor de Lótus disse...

Bom dia, Sérgio!Belissima imagem, eu tenho um verdadeiro fascinio por imagens e essa me tocou profundamente. Quanto aos versos lindos também o amor e o prazer são a resposta, tão simples e a gente complica tanto...
Beijosss

Nel Santos disse...

Um momento de pura sabedoria, o poder de constatar que a maioria das respostas para as nossas indagações está bem dentro da gente...

Que não nos furte a vida desses belo horizonte crepuscular!

Forte abraço, amigo!!!

Ma Ferreira disse...

Sergio..tem um selimho pra vc no meu blog..na postagem do dia 25.
bj
Ma

ღPat. Rochaღ disse...

Esta linda poesia rimada nos remete aos lugares mais especiais de viajar...

Adoro as rimas...

Um beijo especial em ti.

SOL da Esteva disse...

Serena forma de mostrar o viver.
Tudo nos conduz ao Porto, aonde nem desejamos atracar.

SOL da Esteva
http://acordarsonhando.blogspot.com/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visualizadas