segunda-feira, 2 de maio de 2011

Outros sabores (10 dias que fiquei internado no hospital) - por Sergio Martins





Poderá ser de súbito mesmo sua percepção do mal já extinto há bastante tempo, pois sua atenção ao luto te impossibilitou tal esclarecimento.
Quando a dor partir, a ausência se transformar na sede pelo autoencontro e a saudade traduzir-se num desejo de florir junto com a primavera - ainda que entendas ser tarde demais e insensato o murchar junto às rosas de outono -, até mesmo o mar tempestuoso será outro olhar: sem o embaço que o desbotou. Daí, sua casa se proverá de novas fotos no porta-retrato, sua mente quererá somar novos conceitos, entenderás como vaidade dolorosa todo o afã por entender a vida e o além-vida... 
Ao tempo que seu corpo, irrefreavelmente, abrir-se-á em apetites de outros sabores.

Imagem: Google

4 comentários:

Sônia Cristina disse...

Oi Sérgio,

saudades de você.

Lindo, pofundo e todante seu texto...
Eu continuo esperando:

O tempo que MEU corpo, irrefreavelmente, vai abrir-se ao apetite de outros sabores.
(que assim seja).

Sandra Botelho disse...

Gostei dos teu blog...
Posso ficar?
Beijos achocolatados

Ma Ferreira disse...

Sérgio..forte seu poema. Intenso!!
Sua poesia toca meu coração.
Bj
Ma

Helena de Campos disse...

Hummm! Essa é pra apimentar a alma... e o corpo tb!!!!
Sabor de gangorra!!!!! rs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visualizadas