domingo, 22 de maio de 2011

Soneto da sagrada carne minha - por Sergio Martins


Sagrada carne minha, valha-me sempre desta razão:
desesperadamente sustentar-me de ti,
e que a felicidade seja o presente; aqui:
terra fértil onde no raro prazer fiz nossa canção.

Água límpida e fresca que salta dos seus abismos secretos,
crescente vida pondo luz nesse olhar,
que na paz silenciosa me faz musicar
a ânsia de embriagar-me no gotejo imanente dos seus afetos.

Na minha aridez, brota de teu ventre incessante harmonia,
a tarde de outono que dorme sombria, em sua companhia,
é como um "alegro" de D. Scarlatti ao fim da triste sinfonia!

Fruta pão de carnosa pompa e maciez- precioso sabor-;
é com a força do suor, leite, mel e vinho da minha dor
que celebro a ceia deste tempo sacramentado pelo amor.

Imagem: Alessandro Allori, 1535-1607, Vênus e Cupido

10 comentários:

Helena de Campos disse...

Ui!!! Sem mais...

Sandra Botelho disse...

Poxa...E o livro é pra quando heim poeta?
beijos achocolatados

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Sérgio, um lindo soneto com a beleza de traduzir a sensual paixão que emerge dos corpos vitais, chamas vivas do amor.
Abraços com ternura; Jorge Bichuetti

Ma Ferreira disse...

Eu faço a msma pergunta..que a Sandra fez no comentário acima.
E o livro??
Vc escreve lindamente. Passeia por todos os estilos de escrita, cronica, poesia. conto..
Um beijo.amigo ESCRITOR!!!
E obrigada pela visita.

Estiu feliz. Recebi um convite para participar de um blog de poesias. Não sou poeta das letras, sou poeta da argila..rs
As minhas postagens sairão as quintas feiras.
O blog: www.tessiturapoetica.blogspot.com
Va conhece-lo e segostar, aporte-se por lá.

Estou cedendo tb minhas peças para um site de poesia de uma amiga.
Ela escreve obecenamente bem.
Te convido a dar uma olhadinha: videcampos.wordpress.com

Eu gosto muito de vc, e de seu espaço. Não vim fazer propaganda, é que gosto da sua presença.
bj
Ma

M@ria disse...

Vejo escorrer entre meus dedos
as areias do tempo
as águas do mar
e até a luz das estrelas
o sonho....o sonho passa inexorável
pelas frestas da eternidade...
e nada nos pertence de fato
a não ser as nossas ilusões...

£una

Feliz Semana e beijos meus! M@ria

Sabrina Sebaje disse...

Parabéns, lindo!

Bjs, Bina

http://acheiisso.blogspot.com
http://euemcontagotas.blogspot.com

angela disse...

Os prazeres e as dores da paixão.
Muito bom.
beijos

Peônia disse...

Escreves belamente.
E a imagem casou perfeitamente ao soneto!
Beijos!

Smareis disse...

Nossa,
me senti explorando tudo o que era diferente.Leio muito blog, mais é dificil encontrar alguém que escreve como vc. Vc precisa mesmo é de passar isso pra real. Publicar um livro. E eu com certeza comprarei.Amigo parabéns. Um ótimo começo de semana.

ღPat. Rochaღ disse...

Leitura degustada com todo sabor...

Que soneto mais apetitoso de sentir, meu querido!

Mil beijos em ti.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visualizadas