domingo, 12 de junho de 2011

Soneto ao dia dos namorados por Sergio Martins




Desse Junho, não serão tardios os floreios
após as sinfonias inoportunas à lentidão
das horas e lágrimas que, de vez, secarão;
à manhã da vida imensa que bebo em teus seios.

Sem o desfolhar outonal dos namoros,
destingindo e arrebatando florais
no tempo-espaço em que amais,
restarão, da poesia, efêmeros choros.

Por que seus caminhos nuviosos não mais floris?
Colhamos, pois, a safra de nosso outono
cuja bebida abriga todo o amor, do qual, partis.

Venhas ao sol ou à noite fria para reinventarmos arte...
Oferto-lhe este dia na ânsia de dividirmos alegria, daí,
quererei apanhar-te do corpo quente todo o chocolate.






16 comentários:

Peônia disse...

Adorei tudo, principalmente o último verso.

Beijos!

Feliz Dia dos Namorados pra ti tbm!

SOL da Esteva disse...

Sérgio

Belo Soneto para celebrar o Dia dos Namorados.



Abraços

SOL da Esteva
http://acordarsonhando.blogspot.com/

ღPat. Rochaღ disse...

Que lindo poema para o dia dos namorados!

Um beijo especial neste dia para si, meu querido! Hoje, todos os meus amigos tornam-se meus namorados... para receber todo o meu carinho.

Sandra Botelho disse...

Que lindas palavras de amor...
Feliz dia dos namorados.Beijos achocolatados

Sabrina Sebaje disse...

Lindo! Só restarão choros? Brincadeira, adorei.

Bjinhos, Sabrina

http://euemcontagotas.blogspot.com
http://acheiisso.blogspot.com

Nel Santos disse...

Oi, Sérgio!
Que lindo o que escreveste!!!

O namoro é o desfolhar do conhecimento mútuo...

Uma bela homenagem aos enamorados!

Bjs!!!

Ma Ferreira disse...

Serginho...
Lindo soneto!

VC é o maximo em todos os tipos de escrita a que se propõe.
Sou sua fã!
Bj
Ma

Débora Andrade disse...

Lindo soneto. Dá até vontade de vivê-lo. Você é ótimo, Sérgio.

Beijos mil.
Débora.

Lena disse...

Sergio,
Estamos (os dois sumidos). Assim, vindo te procurar encontro esse soneto lindo de amor, especialíssimo para o Dia dos Namorados. Você, a cada dia que passa, se superando, né meu amigo????
Em tempo: Qdo tiver um tempinho vá conhecer meu outro blog, o "Além das Nuvens", de frases e poemas pequenos, cheios de amor nas entrelinhas. Tenho certeza que vc vai adorar!
http://alemdasnuvens2011.blogspot.com
Bjkas com muito carinho e uma semana iluminada pra você!

Smareis disse...

Um lindo soneto Sérgio. A alma é invadida pela nostalgia e não cabendo em si quer alçar voo como que sabendo exatamente onde está o que ou quem ela sente tantas saudades. Amigo, eu ja lhe disse que vc é um grande poeta. São poucos que tem essa forma carismática de derramar palavras num poema como vc. Mais uma vez parabéns.
Abraço com maravilhoso começo de semana. Um Beijo!

Carla Fernanda disse...

Lindo soneto Sérgio!!
Beijos,
Carla

Balada da minha Alma disse...

Sergio,

ao invés de nos explicarmos, está na hora de sentir.

Beijo.

Vieira Calado disse...

E eu que não sabia que era dia dos namorados!...

Um abraço

Débora Andrade disse...

Querido, há um prêmio para ti lá no meu blog, na página Selos & Afagos.

Um abraço,
Débora.

d'Alma disse...

Gostei!... Do desejo e dos corpos quentes que no soneto dormem, como se... namorassem o mesmo desejo e o mesmo calor!...


Abraço

Cristina Ramalho disse...

Lindo!!! Vale refletir né... ;)
bjo,

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visualizadas