segunda-feira, 25 de abril de 2011

Chuva - por Sergio Martins

                                         Resultado de imagem para chuva
Ela sempre vem...
Canto intra-uterino,calmaria que silencia guerra,marulho a ninar toda bruta existência, alegria de camponês,pão que chega à mesa em suas carinhosas mãos. 
Ela sempre vem...
Aquietando a euforia sem reflexão,organizando as emoções dos sensíveis,unindo a solidão dos enamorados,eterna menina brincando livre pelas ruas,dançando, destruindo e construindo como toda intensa paixão;nos lembrando da vida que só brota na aridez.
Ela sempre vem...
Ainda que prevista, sempre mostra-se imprevisível no espanto que causa.Pinga-pinga por toda a noite, insistindo em prosar,e eu atendo ao seu convite: é ela, a bela dama prateada e cristalina! Aos gritos e feliz, derramando seus acordes pelo chão –harmônica que simula os passos da mulher sonhada – que pode vir a ser.



Imagem: Google

4 comentários:

claudete disse...

É inerente à face do poeta a capacidade de tecer com as palavras tão profunda reflexão poética ...forte e bela sua composição.Abraços.

lita duarte disse...

Oi, Sérgio.

"Ela sempre vem renovar e transformar."

Tenha uma ótima semana.

Bjos.

NELL SANTOS disse...

E enquanto chovia lá fora, que bom saber que também choveu poesia em seu coração! E, sobre nós, chegaram os respingos de suas belas palavras...

Muito lindo!!!

Bjs

ღPat.ღ disse...

E que venha sempre... para inspirar-te ainda mais, e podermos compartilhar teus lindos poemas...

Beijos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visualizadas