segunda-feira, 18 de abril de 2011

A parte que falta em mim por sergio Martins

[coracao+partido.jpg]




A parte que falta em mim
é o rancor pelo que se perdeu,
a solidão advinda de sua companhia,
a beleza triste de sua poesia,
a segurança falha de teu cais,
a dor de não ter o poder,
o medo do medo,
a certeza da morte lenta nos seus lábios,
o horizonte veraneio que se distanciava em teus olhos;
o drama de não ser mais a estrela principal...

A parte que falta em mim
era a falta da melhor parte:
um menino abandonado – em seus braços.

A parte que falta em mim
era tudo o que queria ter
e que agora sei que jamais desejarei,
era o tempo que eu sonhava mas que nunca vinha,
então, antecipei-me a ele e vim, vi e vivi.

A parte que falta em mim
já não é minha parte,
é quem desconheço;
é nada mais que um pretérito imperfeito –
que não se desprende do perpétuo presente.

Foto: Google

6 comentários:

Cristine Lima disse...

Olá Sergio,
Seu blog é muito lindo e sensível demais, especialmente este poema.
Espero que a parte que falta em você seja preenchida com muita poesia...
Gostaria de convidá-lo para uma visita ao meu blog também. comentários são muito bem vindos.

M. L. disse...

"a solidão advinda de sua companhia,
a beleza triste de sua poesia,
a segurança falha de teu cais,
a dor de não ter o poder,
o medo do medo,
a certeza da morte lenta nos seus lábios"
Belo poema, conseguiu traduzir o momento pelo qual me encontro. Obrigada pela identificação.
Beijo

Flor de Lótus disse...

Oi,Sergio!Que bom receber sua visita!
A parte que nos falta sempre é aquela que mais tem presença em nós.
Difícil esquecer momentos mágicos,únicos,mas é preciso seguir em frente, seguir na certeza de que bons momentos virão.
Beijosss

NELL SANTOS disse...

Olá, Sergio! Comoveu-me como sempre! A parte que nos falta nos deixa à deriva nesse mar de infinita procura.Uma parte do que me falta, encontrei em tuas belíssimas poesias, o restante, quem sabe por onde andará?

Muito feliz por tua volta!
Bjs

MOISÉS POETA disse...

Lirica perfeita. esse método é excelente, o poema vai por conta própria...

um grande abraço!

ღPat.ღ disse...

Obrigada por suas palavras em meu blog, também senti saudades... não gosto de me afastar, mas às vezes, preciso!

Ler-te é um deleite daqueles que deixo para o final por ser sempre mais saboroso.

beijos meu querido poeta,

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visualizadas