quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

No dia seguinte (parte 4) por Sergio Martins

[homem_so.jpg]


(...) Não havia jeito. Era fato consumado:  o corpo (o crime), estava à sua frente; entregue aos cuidados da cama.
Jazia ali, feliz e inocente o sabedor convicto de que ela, a mais bela, é um abrigo materno; e isto, obviamente, compensa qualquer absurdo; pois não tê-la, por certo, pra quem a conheceu, seria o pior pesadelo. Repito, isto só para quem a conheceu de verdade. Quem a teve, inevitavelmente, se deixou possuir - a beleza é irresistível. E não há do que lamentar-se; porque a saudade da bela dona é o diagnóstico de que valeu a pena viver só pela loucura daquelas horas.
Depois de ter provado da imensurável alegria em sua cama que se estenderia ao corpo por toda a vida, qualquer amante do prazer jamais se acostumaria a acordar nos braços do travesseiro e só. E qualquer rapaz sensato irá compreender a insegurança da menina e não há motivos para moralizar, muito menos para dizer que foi usado; todavia, só quem degustou de tal paraíso conhece o inferno que é acordar e vê-la a velar-te com aqueles grandes olhos de verde mar em aflição, olhar que parece pedir para você ficar e ao mesmo tempo não sabe o que dizer, nem por onde começar a despedir-te. Até chegar o momento do abraço silente, do derradeiro beijo antes da fatalidade. Da demissão. É quando acaba a luz (do quarto - mundo que era nosso) e sobrevém a nós, moleques indefesos, os flash's dos traumas habitantes do universal insconsciente masculino: no dia seguinte, Sheyla, mãe-amiga, menina dócil e assustada perante à selva dos sentimentos, pareceu-nos tão madrasta cruel a lançar-nos na rua tenebrosa entre monstros e fantasmas após às doze badaladas da noite...

Imagem: Google

4 comentários:

Por que você faz poema? disse...

Há outro dia após esse dia?

Daniela Ortega disse...

Muito bom esse texto!!
Gostei do seu blog!!

Dica Cardoso disse...

Passando pra conhecer...Amei muito tudo por aqui!
Estou seguindo o caminho!

Abraços no coração

ღPat.ღ disse...

Que construção maravilhosa de palavras para esta continuação... e o modo como transmites as sensações da para vivê-la!

Um beijo lindo...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visualizadas