terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Soneto da tristeza sem nome por Sergio Martins

Que tristeza é essa que apaga a luz e traz chuvas:
a garoa duradoura, a enxurrada de voz mordaz,
a tempestade de Janeiro num apagão sem paz,
ventos de agouros, assombrações e brumas?

Que tristeza é essa que me vence sem ao menos lutar:
oferta-me o suave das manhãs, o perfume do café,
a solidão à companhia dos Crisântemos, a razão da fé
e toda beleza simples e fenomenal só para me aniquilar?

Que tristeza é essa que habita o encanto vital do mundo inteiro:
o sorriso dos bebês, as cartas de amor, a volta do trabalho,
a noite de sábado, a tarde de domingo, o pássaro cancioneiro?

Que tristeza é essa que num gueto carcerário me inunda:
sou mais pobre, esquizofrênico e excluído; onde quanto
mais poetizo, em Graça divina ela se torna mais profunda?

Imagem: Galeria de Liz Marion: http://www.flickr.com/photos/lizmarionga/

15 comentários:

Mila Lopes disse...

Assim é a intensidade da vida de um poeta...adorei a poesia!

Bjs

Mila

Luís Coelho disse...

Também nós fazemos a tristeza.
Muitos dias convivemos com ela porque a construímos e lhe damos tempo para nos dominar.

M. L. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
M. L. disse...

A tristeza que nos vence mesmo quando a batalha ainda não foi travada. Porém, nada como um dia após o outro para que ela seja derrotada.
Um beijo

NELL SANTOS disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
NELL SANTOS disse...

Linda e profunda poesia, Sérgio! Embora a alegria seja incontestavelmente melhor, por tudo que ela nos faz sentir, é com a tristeza que aprendemos pois ela nos leva a refletir, buscar respostas, tomar atitudes... Desde que, ela seja passageira! Nada de se apegar! Olha só, que linda poesia você produziu! Agora, deixe a tristeza ir, e receba tuas alegrias devidas. Bjs

Zil Mar disse...

Oi Sergio....

Só mesmo os Poetas conseguem traduzir certos sentimentos em poesia...

"Quando sonhos adormecem não há como despertar estrelas"

bjOOO!

Zil

Flor de Lótus disse...

Oi,Sérgio!Por mais que a gente não queira a tristeza também faz parte da nossa vida,por mais que se propage a todo momento que devemos ser felizes, a tristeza faz parte da caminhada, assim como não existem só dias de sol, não existem só dias felizes..
Beijosss

Parole disse...

Quando estamos tristes não vemos beleza em nenhum lugar, em contrapartida enxergamos com lupa todos os nossos "defeitos".

Bjs

ღPat.ღ disse...

Apesar de toda tristeza que está nosso país, apesar de toda dor e tudo o mais... tuas palavras são lindas!

Acho que perdi tua atualização.

Estava com saudades de vir aqui ler-te. Que nossos dias tenha melhora, senão, sei lá...

Beijo especial.

lita duarte disse...

Oi, Sérgio.

Versos intensos, mas a vida é assim: intensa e muitas vezes triste.

Bjos.

CAIXA DE FATOS disse...

SAUDAÇÕES!

Dadi Silveira

Balada da minha Alma disse...

Que poema triste... Cadê a alegria da vida?

ONG ALERTA disse...

Depois da tristeza sempre vem a alegria, beijo Lisette.

Sônia Silvino disse...

Estou numa fase de tristeza, amigo! Mas vai passar!!!
Beijinhos e bom domingo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visualizadas