sábado, 18 de agosto de 2012

O sino - Sergio Martins




            O Sino me tocou.
Tive que levantar
às seis horas, num clarão,
sentindo um verso voar...

Vi os florais de vitral
da igrejinha barroca
e tentei compreender
a razão de sua beleza
não fazer esse mundo acordar?

Dei às costas. Resolvi não lembrar.
Já de portas fechadas, não deu pra conter...
É que vi e senti todo Seu amor
e Sua poesia morando nos olhos
que choravam as desgraças dos telejornais...

Estou vendo as flores abandonadas no vendaval;
                        ainda sou só  - mais um no cais seguro desse temporal...

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visualizadas