terça-feira, 9 de novembro de 2010

Presunção por Sergio Martins

Eu sei, você sofreu demais
no momento em que disse não.
E acreditei ter de volta toda a paz
quando saístes chorando por aquele portão.

Lembra, jurou ser melhor e sempre me amar?
Não creio que o medo apagou seu desejo.
Pensei ser apenas um tempo com você a me esperar,
mas em seus olhos só brilham orgulho e desprezo.

Hoje, andas depressa e nem sentes seus pés,
não fala sobre os mares, nem daquelas marés.

Como podes viver avesso à nossa razão,
dizer que acabou, que não vai me perdoar
e que tens ao seu lado tudo o que sempre quis?
Não podes lutar contra o coração,
todo nosso sonho abandonar
e achar que assim serás feliz.

Tenho certeza que aquela canção
ainda te ilumina;
será que não vês, em tua presunção,
que eu era só uma menina?

Imagem: http://ilusoriascertezas.blogspot.com/p/selos.html

Um comentário:

Danilo disse...

Isso é pra quem mergulhou no âmago feminino! Tu entende bem as mulheres; você é o cara!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visualizadas