sábado, 16 de outubro de 2010

A criança por Sergio Martins

Fora do ninho, a beleza é uma imensidão;
enquanto você quer conforto e segurança.
Lá fora, há liberdade, perigos e decepção,
mas você se esconde nessa falsa esperança
como se a graça da vida fosse política e religião.
E por isso, nunca se machucou,
porém, jamais terá os troféus de uma criança,
que com as cores do caos se adornou,
que em brincando de ser feliz se esmigalhou,
que tem o vazio e o frio para criar,
que por não se esconder do amor, se achou
e sempre terá alegria à degustar.

Esta criança está na revelia da liberdade
e não voltará à prisão condicional
do ninho hipócrita e abissal
de sua adulta e adulterada vontade.

Teu olhar era o seu medo de morrer,
agora, o seu mar é essa vontade de viver.

Desenho: http://cesarmoraisarterenascentista.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visualizadas