sábado, 23 de outubro de 2010

Donzela e meretriz por Sergio Martins


Ainda sou aquela donzela nobre
apaixonada pelo criado pobre,
sem o cavalheiro gentleman que sonhei no altar,
que me daria vaidade e orgulho de lhe apresentar.

Sei que pra você isso é absurdo; mas
tinhas meu afeto, e eu, felicidade e paz.

Portanto, podes ir quando bem quiser;
fui sua mãe, filha, amante, fiel, mulher.
Mas onde estiver não se esqueça
que qualquer amor que apareça
por aqui, ofertarei meu corpo e minha alma,
pois você abusou do amor e da minha calma.

Levarei meus filhos, minha companheira e teu perdão;
só não há como perdoar o que fizestes ao teu coração.
Agora, prefiro até mesmo aquela vida insana e feliz;
jogarei fora o sonho vão de toda donzela e meretriz.

Imagem: http://sagrado-feminino.blogspot.com/2009/09/alquimia-de-afrodite.html

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visualizadas