sábado, 16 de outubro de 2010

O momento esperado por Sergio Martins

Tem muita sede o rio adocicado
que desliza veloz de pesar
só para o momento esperado
de livrar-se da margem estreita e se amargar.

No mar, o pescador se deixa fisgar,
fustiga-se ao sol e ao temporal
só para o momento esperado nas salinas do amar
feito gaivota – voo devoto, obscuro e abissal.

Tem prazer a flor triste de sacro altar
profanado pelo abandono e ingratidão,
só para o momento esperado de se arremessar
num outro oceano qual virgem sem amor e sem par.

Imagem: http://colhendobonsventos.blogspot.com/2010/09/dois-relogios.html

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visualizadas