domingo, 10 de outubro de 2010

O pezinho de feijão por Sergio Martins



O pezinho de feijão vai crescendo num potinho com água e algodão. Tão bonito e pequenino, cheio de força, querendo crescer, respirar mais, balançar-se ao vento, brincar com o sol e a chuva.

Quando o pezinho de feijão vai crescendo, sua cabeça vai enrolando como um caracol, depois ela desenrola e já adulto, ele fica mais belo e forte, e então, começa produzir muitos grãos para a festa em nossas mesas.

Todos nós parecemos com um pezinho de feijão. Por exemplo, as pessoas que hoje são adultas, eram crianças pequenas antes de amadurecerem. Mas a cabeça de gente grande às vezes se enrola com um montão de bobagens; tem algumas que são tão chatas que não aprendem nada com gente pequena, elas acham que sabem de tudo; outras, só trabalham e não dispõem tempo para irem à praia, ao cinema, às florestas, aos rios, às montanhas, à roda gigante, no auto-pista, jogar video-game, ler e contar historinhas, brincar de carrinho, de boneca... Quanta gente enrolada não é mesmo?

A melhor coisa a se fazer para não ficarmos tão enroladinhos, com uma enorme dor de cabeça de gente grande e boba, com o coração geladinho de dor, murchando como um pezinho de feijão feinho, sem o ar gostoso e perfumado de alegria, sem balançar-se ao vento, não querendo brincar com o sol nem com a chuva, é dançar, se divertir , comer chocolate, tomar sorvete, abraçar os amigos, amar muito, amar sempre e fazer muita gente feliz.

Foto: Google

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visualizadas