sábado, 23 de outubro de 2010

Tempus Fugit por Sergio Martins





Ah! Se, enfim, você pudesse entender minha certeza
de ser tão incerto tudo que cremos e temos de beleza.
Quero que ouças a canção do tempo que foge sem os porquês...
Você quer o passado e o presente e assim, desmata o bosque dos ipês.

O sonho antes do sono vai te acordar,
a criança irá sorrir para o teu prazer,
o entardecer de inverno vai te espelhar,
a sede de voar te aquecerá antes de adormecer.

Ah! Todo amor é um momento que se eterniza na morte e na vida;
mas seu paraíso é de quem fecha os olhos e se joga como um suicida.

Ah! Quando você vai parar de sair à caça de riqueza,
de ser tão desonesto com tudo o que vemos de tristeza.
Quero tanto que vivas sem as regras de "espadas e pavês..."
Você quer Deus e o mundo rejeitando a Graça que ainda vês.

O medo do sonho um dia vai desabar,
a esperança de ser-si-mesmo há de nascer,
o amanhecer de verão vai te inspirar,
novas fotografias lhe darão outro querer,
quando velho, o tempo em fuga vai cantar,
você vai ouvir, me dar razão e crer.

Imagem: http://widgets.yahoo.com/widgets/tempus-fugit-2

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visualizadas